António Brigas Afonso está de novo na corrida para a liderança do Fisco. De acordo com o Diário Económico, o ex-diretor geral da Autoridade Tributária e Aduaneira, que se demitiu na sequência da polémica lista VIP, apresentou-se como candidato ao concurso à liderança da máquina fiscal.

Brigas Afonso é um dos 20 candidatos ao concurso a diretor-geral da Autoridade Tributária, concurso que terá que ser repetido pelo facto de não terem sido encontrados três candidatos com mérito.

Brigas Afonso demitiu-se em março por causa da designada lista de contribuintes VIP, no entanto a Comissão Nacional de Proteção de Dados não encontrou indícios de que estivesse envolvido ou tivesse conhecimento da lista.

Com a necessidade de repetir o concurso, o nome do próximo diretor-geral do Fisco só deverá ser conhecido depois de agosto.