A Autoridade da Concorrência acusa 15 bancos pela partilha de informação sobre dados do mercado, o que pressupõe a violação das regras da concorrência.

Segundo o Diário Económico, BCP, Novo Banco, BPI e Santander Totta estão entre os envolvidos. A nota de ilicitude foi entregue esta quinta-feira.

A Autoridade da Concorrência (AdC) confirmou a acusação à Lusa.

"A AdC confirma ter adotado 'nota de ilicitude' contra quinze instituições bancárias, por suspeita de prática concertada, na forma de intercâmbio de informações comerciais sensíveis, no que respeita à oferta de produtos de crédito na banca de retalho, designadamente crédito à habitação, crédito ao consumo e crédito a empresas"

Os bancos envolvidos têm agora oportunidade de se defender. Só depois o regulador avançará com a decisão definitiva onde constarão as coimas aplicadas a cada um dos envolvidos.

A acusação abrange nfrações cometidas entre 2022 e 2013, confirma ainda os pedidos de clemência do Barclays e do Montepio.

As empresas continuam a defender que não houve uma infração à lei da concorrência, alegando que a informação trocada podia ser obtida de outra forma.