O ministro dos Transportes alemão alertou esta quinta-feira que a Volkswagen admitiu que a manipulação de motores a diesel também aconteceu na Europa.

Dos 11 milhões de carros que o Grupo admitiu terem os motores manipulados não se sabe quantos pertecencem à Europa.

O ministro alemão referiu que foi ainda acordada a realização de novos testes nos próximos meses.


Seat envolvida também na polémica


Esta manã, e segundo o El país, foi noticiado que a Seat, marca espanhola do grupo alemão Volkswagen, também instalou em mais de meio milhão de carros o software que falseia as emissões de gases poluentes.

"A filial espanhola do grupo alemão instalou em mais de meio milhão de carros a diesel o sistema que adultera as emissões dos seus veículos desde 2009", escreve o El Pais, citando fontes não identificadas com vínculo à empresa.

Estes dados vêm revelar que o grupo Volkswagen também vendeu na Europa carros equipados com motores a gasóleo com o software malicioso.

A Volkswagen enfrenta uma investigação criminal nos Estados Unidos e ações legais em todo o mundo, depois de admitir que colocou em 11 milhões de carros a gasóleo um software capaz de enganar os testes de poluição efetuados pelas autoridades.

Ações da BMW em queda após suspeitas de que ultrapassa os níveis de emissões poluentes.