A venda de automóveis ligeiros e pesados em Portugal aumentou 31,3% em outubro, face a igual mês do ano anterior. Dados da Associação Automóvel de Portugal mostram uma desaceleração do ritmo de venda, que em outubro foi de 14.562 veículos.

Esta «desaceleração do crescimento do mercado verificada nos primeiros meses do ano, o que se deve ao facto de o mercado automóvel ter iniciado a sua recuperação na segunda metade de 2013», diz a ACAP.

Em setembro, de acordo com informações anteriores da associação, as vendas no mercado automóvel tinham registado um aumento de 35,7% em relação ao mês homólogo de 2013.

Desde o início do ano até ao final de outubro, foram comercializadas 141.587 unidades, entre ligeiros e pesados, o que se traduziu num crescimento homólogo de 37,6% (38,4% até final de setembro).

«Mesmo com a variação positiva registada em outubro, o mercado continua a manter-se abaixo dos níveis registados em anos anteriores a 2011», sublinha a ACAP, segundo a qual o número de veículos comercializados nesse mês «continua a situar-se abaixo da média dos últimos quinze anos» (13.547 unidades).

No que respeita aos ligeiros de passageiros, venderam-se 11.780 veículos em outubro, mais 29,6% do que no mesmo mês do ano anterior, e mais 34,7% em termos acumulados (para 119.186 unidades).

Quanto aos comerciais ligeiros, o crescimento em outubro foi de 46,4%, para 2.419 unidades, e desde o início do ano o mercado registou um aumento de 58,5% (para 19.988 veículos).

Já nos pesados de passageiros e de mercadorias, deu-se um acréscimo de 5,8% em outubro, para 363 unidades, e um aumento de 35% desde o início do ano, para 2.413 veículos, face ao período homólogo do ano anterior.