A Toyota e a Nissan, dois dos maiores fabricantes automóveis japoneses, informaram esta quinta-feira que vão recolher mais três milhões de veículos em todo o mundo devido a receios com a segurança motivados por defeitos nos airbargs da Takata.

A Toyota anunciou esta quinta-feira a recolha de 2,86 milhões de veículos. Nos automóveis desta marca são visados 24 modelos produzidos entre abril de 2003 e dezembro de 2008, tocando em particular a Europa, num total de 1,73 milhões de viaturas recolhidas.

Já a Nissan referiu a retirada de 198.000 viaturas, enquanto a Mitsubishi afirmou que vai recolher 120.000 veículos equipados com airbags com defeito produzidos pelo também fornecedor japonês Takata.