A Nissan e a Mazda anunciaram hoje a chamada à revisão de milhares de veículos devido a um problema no airbag, o mesmo que levou a Honda a ordenar a retirada de mais de 2 milhões de viaturas em todo o mundo.

A Honda Motor chamou à revisão mais de dois milhões de veículos em todo o mundo, produzidos entre agosto de 2000 e dezembro de 2005, devido a um defeito no sistema de airbag da mesma natureza daquele que obrigou a rival Toyota a ordenar, no início do mês, a recolha de um total de 2,27 milhões de viaturas.

A seguir ao aviso da Honda Motor, os construtores automóveis Nissan e Mazda também ordenaram a retirada de milhares de veículos em todo o mundo.

A Nissan chamou à revisão 755 mil viaturas, das quais 128 mil no Japão, 228 mil na América do Norte e sete mil na China, enquanto a Mazda ordenou o regresso à oficina de 11.832 veículos no país e 147.975 noutros pontos do mundo, sobretudo na Europa e na China, de acordo com os dados facultados pelas porta-vozes dos dois construtores automóveis.

A japonesa Takata indicou que a sua subsidiária nos Estados Unidos é que fabricou o airbag, cujo defeito em causa é passível de originar um incêndio, e pediu desculpa pelo problema, prometendo envidar todos os esforços para evitar que o caso se repita.