A agência de notação financeira Moody's cortou esta quarta-feira o rating atribuído ao grupo Volkswagen, de A2 para A3, devido às últimas irregularidades detetadas nos motores da construtora automóvel.

"A descida de hoje reflete os riscos crescentes para a reputação da Volkswagen e seus benefícios futuros", justificou a analista- chefe da Moody's Yasmina Serghini, citada no comunicado hoje divulgado pela instituição.

A decisão, que coloca todas as notas atribuídas à empresa em "perspetiva negativa", foi tomada depois de a Moody's estudar "o anúncio de 03 de novembro" da Volkswagen em relação às "irregularidades nos níveis de CO2 e o consumo de combustível de certos grupos de veículos", bem como as novas acusações vindas dos Estados Unidos.

O ministro alemão dos Transportes revelou esta quarta-feira que há 98 mil veículos a gasolina suspeitos de terem emissões de CO2 manipuladas.

A Volkswagen admitiu esta terça-feira que pode haver mais 800 mil veículos afetados com o kit de manipulação de emissões.