O governo alemão exigiu esta segunda-feira à Volkswagen “informações sustentáveis” que permitam analisar possíveis manipulações no mercado local dos valores de emissões de alguns dos veículos da marca.

Em conferência de imprensa, o porta-voz do Ministério do Ambiente recusou pronunciar-se sobre o tema até que a situação esteja esclarecida, adianta a agência Efe. E pediu que o fabricante alemão colabore com as autoridades norte-americanas.

A notícia surgiu precisamente nos EUA, revelando que a construtora estava a enganar o regulador por defeitos nos controlos anti-poluição. 

Após este escândalo, o grupo decidiu suspender a venda de carros a gasóleo no mercado norte-americano. 

Segundo o Economic Times, a marca terá utilizado programas de computador para alterar as leituras dos gases emitidos pelos automóveis a gasóleo. 

A Volkswagen arrisca agora uma multa superior a 15 mil milhões de euros.