As autoridades dos Estados Unidos abriram uma investigação criminal contra o grupo Volkswagen, que admitiu ter falseado as emissões de gases poluentes em cerca de meio milhão de carros a gasóleo vendidos naquele país, disse esta terça-feira uma fonte à AFP.

A investigação está a ser realizada pela divisão do Departamento de Justiça dos EUA (DoJ), responsável pelas questões relacionadas com os recursos naturais, adiantou a mesma fonte sob condição de anonimato.

O grupo automóvel alemão, que admitiu ter um software nos carros que falseia os testes de controle de poluição, já está sob a investigação dos Estados Unidos pela Agência Ambiental Federal (EPA), que poderá impor uma multa até 18 mil milhões de dólares (cerca de 15,9 mil milhões de euros).

Após este escândalo, o grupo decidiu suspender a venda de carros a gasóleo no mercado norte-americano.

A Comissão Europeia disse esta terça-feira  que ainda é "prematuro" lançar uma investigação europeia sobre se a Volkswagen terá ou não falseado as emissões de gases poluentes após o escândalo nos Estados Unidos.