A Volkswagen está a chamar às suas oficinas no Brasil o modelo EOS, produzido na fábrica da Autoeuropa em Palmela, por defeito dos airbags e alerta para o "risco de danos físicos ou fatais ao motorista" caso não se resolva o problema.

Em comunicado, a Volkswagen do Brasil anunciou que, para além do EOS, outros sete modelos também estão abrangidos pela chamada às oficinas, um total de 54.179 unidades, sendo estes o Jetta, Jetta Variant, Tiguan, Passat, Passat Variant, Passat CC e CC.

A Volkswagen está a pedir a todos os proprietários brasileiros de EOS fabricados entre 26 de junho de 2009 e 14 de fevereiro de 2014 que se dirijam aos concessionários da marca "para inspeção e reparo, caso a luz de advertência do 'airbag' do motorista acenda".

A marca alemã adverte que esta solução não é definitiva, pelo que haverá uma segunda chamada "tão logo seja possível".

A Volkswagen indica que se constatou, em termos técnicos, "a possibilidade de rompimento do cabo plano da espiral de contacto do 'airbag' frontal do motorista, devido a entrada de impurezas, como longos fios de cabelo ou tecidos".

Em caso de rompimento do cabo, "ocorrerá a perda da conexão elétrica e a luz de advertência do 'airbag' acenderá no painel do veículo".

Esta é a segunda vez numa semana em que os veículos produzidos na Volkswagen Autoeuropa estão envolvidos numa chamada às oficinas por defeitos no 'airbag', quando há quatro dias, na segunda-feira, a empresa anunciou o 'recall' do modelo Scirocco na China, juntamente com outros modelos produzidos entre 2009 e 2014, num total de 78 mil unidades.

Já a 17 de agosto, a marca alemã anunciou também uma chamada às oficinas de 461 mil carros nos Estados Unidos e Canadá por 'airbags' defeituosos.

Contactada a Autoeuropa, a empresa que fabrica o EOS e o Scirocco, fonte oficial respondeu que, no caso da China, se tratou "de uma ação preventiva da Volkswagen, cujo objetivo é evitar casos esporádicos detetados em alguns clientes, nos quais as molas de espiral montadas no volante levavam a que a luz de aviso do airbarg fosse acionada".

A mesma fonte adianta que "esta componente está presente em todos os modelos da Volkswagen construídos sobre a plataforma PQ35 e fabricados até 2014, nos quais se inclui o Scirocco".