A Câmara de Lisboa quer criar uma Taxa Municipal Turística e uma Taxa Municipal de Proteção Civil, de acordo com a proposta de orçamento para o próximo ano, a que a Lusa teve acesso.

Em relação à taxa turística, a autarquia prevê arrecadar sete milhões de euros, enquanto a Taxa Municipal de Proteção Civil renderá 18,9 milhões.

Ao todo, em «taxas, multas e outras penalidades», a Câmara, de maioria socialista e liderada por António Costa, pretende arrecadar um milhão de euros.

Isto porque, em contraponto com as receitas geradas pelas duas novas taxas, será eliminada a Taxa de Conservação de Esgotos, o que representa menos 16,9 milhões de euros no orçamento, e o efeito da transferência de receita para as Juntas de Freguesia (receita associada sobretudo à Taxa de Ocupação da Via Pública) ascende a 10 milhões.

A proposta de orçamento municipal para 2015 será apresentada publicamente esta segunda-feira pela liderança camarária, segundo informação do município.