Apesar de o aumento para as 40 horas de trabalho semanais na função pública ter tido luz verde do Tribunal Constitucional, o acórdão dos juízes deixa em aberto a manutenção das 35 horas semanais de trabalho ao nível da administração local.

Esta possibilidade é deixada em aberto, porque o acórdão admite que em acordos de contratação coletiva futura possa haver redução do novo horário agora imposto, revela o jornal i.

Francisco Braz, presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Administração Local, revela que já há alguns acordos concluídos com autarquias de todo o país, visando a manutenção das 35 horas de trabalho.