A primeira subida do imposto sobre o consumo no Japão em 17 anos entrou hoje em vigor com o objetivo de financiar os elevados custos do sistema de segurança social do país, onde uma população está cada vez mais envelhecida.

O aumento do IVA (Imposto sobre o Valor Acrescentado) produz efeitos a partir de hoje, dia em que se inicia o exercício fiscal no Japão.

Trata-se da primeira subida desde que, em 1997, aumentou de 3% para 5%.

O Governo japonês acredita que o agravamento do imposto traduzir-se-á em receitas na ordem dos cinco biliões de ienes (35.200 milhões de euros) durante este exercício e em aproximadamente oito biliões de ienes (56.314 milhões de euros) anuais a partir de 2015.

A medida foi pensada para custear a segurança social de um país com uma população muito envelhecida, de modo a que não seja necessário recorrer à emissão de dívida e assim melhor a sua saúde fiscal, a qual figura como a pior do mundo desenvolvido.

A subida do imposto desencadeou um aumento das compras de última hora no país asiático, tradicionalmente muito sensível a estes aumentos, gerando assim receios relativos a uma desaceleração dos gastos dos consumidores, componente que corresponde a 60% do Produto Interno Bruto do Japão.

Para atenuar o impacto do agravamento, o Governo de Shinzo Abe aprovou um plano de estímulo de 5,5 biliões de ienes (38.689 milhões de euros), apesar de alguns analistas considerarem que poderá ser insuficiente.

Por isso, muitos acompanham com atenção a possibilidade de a administração de Shinzo Abe e o Banco do Japão ativarem medidas de flexibilização monetária adicionais no verão se, após o abrandamento do consumo que se espera nas próximas semanas, a recuperação não se revelar forte o suficiente.

Shinzo Abe voltou a afirmar hoje, em declarações citadas pela agência Kyodo, que o seu gabinete tomará «todas as medidas necessárias» para que a subida do imposto não afunde o consumo e o Japão possa sair do ciclo deflacionário dos últimos 15 anos, principal objetivo que traçou quando chegou ao poder em 2012.