Já foram agendadas mais audições na comissão de inquérito ao BES / GES que esta quarta e quinta-feira ouve o controller financeiro e o contabilista do grupo à porta fechada. Entre as novidades dos inquiridos da próxima semana, estão o regresso do presidente da KPMG.

Sikander Sattar será ouvido no dia 14 de janeiro, pelas 16:00, segundo o que a Lusa apurou junto de fonte da comissão. Mas agora, dará o seu contributo enquanto presidente da administração da KPMG Angola. Foi inquirido já como responsável da auditora em Portugal, mas esquivou-se a perguntas sobre as suas funções no outro continente.

A audição de Sikander Sattar em 6 pontos

Antes, na terça-feira, será ouvida Isabel Almeida, que foi diretora do Banco Espirito Santo (BES), pelas 09:00. No mesmo dia, à tarde, será a vez de António Souto, ex-administrador do banco, prestar o seu contributo.

Na quinta-feira, dia 15 de janeiro, será Luís Horta e Costa, administrador da ESCOM, a deslocar-se ao parlamento. A audição arrancará pelas 16:00.

Na semana seguinte, entre 20 e 22 de janeiro, serão ouvidas as seguintes personalidades:

Sílvia Gomes, administradora da KPMG

Rita Barosa, que exerceu funções de direção no BES e foi secretária de Estado do atual Governo

Pedro Beauvillian de Brito e Cunha, presidente da comissão executiva da seguradora Tranquilidade