Uma jornalista da agência Bloomberg apercebeu-se que durante a sua estadia num hotel em Atenas, entre 28 de junho e 4 de julho, os seus pagamentos através do cartão Visa tinham sido feitos na moeda antiga do país, o dracma.

Questionados pela agência, o Citigroup e a Visa recusaram-se a comentar a situação. Já a porta-voz do hotel em causa disse que todas as transações são cobradas em Euros, permanecendo o mistério em relação a este pagamento.


                                                               Foto: reprodução Bloomberg

A Grécia continua numa corrida contra o tempo. O governo helénico tem até esta quinta-feira à meia-noite para apresentar as suas propostas concretas aos credores. O pacote de reformas - aumento de impostos e cortes nas pensões - poderão chegar aos 12 mil milhões de euros.

O país vive uma crise de liquidez. Os bancos vão permanecer encerrados, pelo menos, até sexta-feira.