As famílias que têm um rendimento anual até 40 mil euros foram as responsáveis pelo pagamento de cerca de 50% do IRS cobrado em 2012, escreve o Correio da Manhã. Os contribuintes que nesse ano tiveram um rendimento mensal médio de cerca de 1500 euros brutos por mês sofreram um significativo aumento de impostos.

Dados da Autoridade Tributária mostram que todos os escalões abaixo dos 40 mil euros por ano sofreram um substancial aumento da receita fiscal, enquanto que as famílias com rendimentos entre os 100 mil e os 250 mil euros/ano a quebra na cobrança de IRS foi de 17,5%.

O relatório da AT diz que existiu um decréscimo do rendimento bruto, que em termos globais foi de 4,16%, mas que em relação aos trabalhadores por conta de outrem foi de 8,32%.