A ministra da Agricultura e do Mar, Assunção Cristas, anunciou esta terça-feira que o Governo está a preparar concursos para acesso à bolsa de terras para serem lançados a seguir ao verão.

«O lançamento dos concursos [para candidaturas a à bolsas de terra] está para breve», afirmou a ministra Assunção Cristas, salvaguardando que o processo deverá avançar depois do verão.

«Só não o faremos agora porque é uma altura de férias em que as pessoas podem estar menos atentas, mas no regresso ao ano de trabalho estamos a preparar esse lançamento de concurso», disse a ministra da Agricultura e do Mar, em Óbidos.

A responsável falava à margem da apresentação do projeto de regadio das baixas de Óbidos, um investimento de 27 milhões de euros, dos quais 22,2 milhões comparticipados pelo Proder (Programa de Desenvolvimento Regional).

De acordo com dados do Ministério da Agricultura, a bolsa de terras abrange, até agora, uma área de 13.582 hectares de terras que irão ser publicitadas e disponibilizadas aos agricultores.

O Estado, com 12.108 hectares, é a entidade com maior área de terras disponibilizadas, atingindo 89% do total. Os proprietários privados disponibilizam, por seu lado, 1.474 hectares, a que corresponde 11% do total das terras.

Ao nível da aptidão cultural, a área total disponibilizada e publicitada possui uma representação de 79% de natureza florestal, 16 % de natureza agrícola (regadio e sequeiro) e 5% de natureza silvo-pastoril.