As exportações de calçado para os mercados extracomunitários aumentaram 111% em cinco anos e representam 14% das vendas do setor para o exterior, destacando-se o triplicar dos números para os Estados Unidos e a “descoberta” da Austrália, segundo a associação.

A procura de novas geografias no mapa das exportações é há já muito tempo uma opção estratégica das empresas portuguesas de calçado. Como resultado do investimento sem precedentes feito em novos mercados, as exportações para países extracomunitários aumentaram 111% nos últimos cinco anos, representando atualmente 14% do total”, refere a Associação Portuguesa dos Industriais do Calçado, Componentes, Artigos de Pele e Seus Sucedâneos (APICCAPS).

De acordo com a associação, as exportações de calçado aumentaram “significativamente em praticamente todos os mercados relevantes fora da União Europeia”, tendo o crescimento mais expressivo acontecido nos EUA, para onde as vendas de sapatos portugueses triplicaram desde 2011 e ascendem, hoje, a cerca de 70 milhões de euros.