O secretário-geral da CGTP Arménio Carlos afirmou que a greve desta sexta-feira está a ter uma das maiores adesões dos últimos anos, traduzindo uma «resposta à altura» dos trabalhadores face às políticas do Governo.

O líder da central sindical falava em frente ao portão da escola secundária da Marquesa de Alorna, em Lisboa, uma das escolas que hoje encerrou devido à greve geral agendada pela CGTP e UGT.

«Trata-se de uma enormíssima adesão de todos os serviços, escolas, finanças, segurança social, autarquias (...). As coisas estão a correr bem e vão continuar. Estes trabalhadores e trabalhadoras estão todos os dias a ser mal tratados pelo Governo», disse o líder sindical.

Arménio Carlos insistiu que a única solução nesta altura é a demissão do Governo e a mudança de políticas.

A greve dos funcionários públicos foi marcada pelas estruturas sindicais do setor como forma de protesto contra novos cortes salariais e de pensões e o aumento do horário de trabalho, entre outras medidas.