O programa Centro 2020 vai afetar 25 milhões de euros à promoção do emprego na região Centro, ao abrigo de uma candidatura do Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), anunciou esta quinta-feira a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional (CCDR).

Aquele apoio do Fundo Social Europeu destina-se a financiar "iniciativas de políticas públicas relativas à promoção da empregabilidade de pessoas em situação de desemprego, melhorando as suas competências socioprofissionais e fomentando o contacto dos desempregados com outros trabalhadores e atividades, evitando o risco do seu isolamento, desmotivação e marginalização", informa a CCDR do Centro em comunicado.

"No âmbito desta candidatura, serão apoiados mais de 19 mil participantes, desempregados e beneficiários do Rendimento Social de Inserção, através da sua colocação em entidades coletivas públicas ou privadas sem fins lucrativos, mediante contratos com a duração máxima de 12 meses", adianta.

Estes apoios são canalizados através do IEFP, "ao qual compete a execução das políticas de emprego e formação, enquanto entidade responsável pela seleção e acompanhamento" dos participantes e das entidades que os acolhem.

"Os destinatários destas medidas, desempregados inscritos nos serviços de emprego, beneficiários de subsídio de desemprego ou de subsídio social de desemprego, bem como as entidades acolhedoras, deverão procurar junto do IEFP a informação complementar necessária", refere a nota.