Os membros do Conselho de Administração Executivo e da Mesa da Assembleia-Geral da empresa Infraestruturas de Portugal (IP) foram reeleitos para o próximo triénio, até 2020, mantendo-se António Laranjo à frente da companhia, foi hoje anunciado ao mercado.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a IP dá conta da eleição dos membros do Conselho de Administração Executivo e da Mesa da Assembleia-Geral para o triénio 2018-2020, decisão tomada na última reunião, que decorreu na passada quinta-feira.

Segundo a IP, o Conselho de Administração Executivo continua a ser presidido por António Laranjo, sendo ainda composto por José Serrano Gordo e por Carlos Alberto João Fernandes, ambos vice-presidentes.

Como vogais, mantêm-se Vanda Nogueira e Alberto Diogo e entra, por seu lado, Alexandra Barbosa.

No que toca à Mesa da Assembleia-Geral, será de novo presidida por Pedro Fernandes, contando com Paulo Ventura como vice-presidente e com Maria Alcobia como secretária.

O anúncio foi feito num dia em que os trabalhadores da IP estão em greve.

A empresa queria serviços mínimos correspondentes a 25% do número de composições habituais de transporte de passageiros, mas o tribunal arbitral entendeu não decretar este serviço face à curta duração da greve e por haver transportes alternativos.