A ANA alertou esta quinta-feira que a greve dos funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) pode atrasar o normal funcionamento dos aeroportos e recomendou aos passageiros para que cumpram «escrupulosamente» os horários indicados pelas companhias aéreas.

Considerando o pré-aviso de greve para os próximos dias 23, 24 e 25 de novembro, a ANA - Aeroportos de Portugal «informa que o normal fluxo de passageiros nos aeroportos nacionais, para destinos intercontinentais e não-Schengen, pode vir a ser afetado durante este período», avisou a concessionário em comunicado.

A ANA recomenda ainda que aqueles que, «sendo portadores de cartão de cidadão (nacionalidade Portuguesa) ou de passaporte eletrónico utilizem preferencialmente as máquinas de controlo automático à passagem pela fronteira».

Também a TAP recomendou aos passageiros para que cheguem aos aeroportos nacionais «mais cedo do que o habitual» para evitar possíveis atrasos nos voos devido à greve.

Os inspetores do SEF iniciaram hoje um período de greve de quatro dias, paralisação que vai afetar sobretudo a fiscalização nas fronteiras portuguesas, apesar de estarem garantidos os serviços mínimos, segundo o sindicato que representa estes profissionais.