A empresa Amorim Energia, BV (AEBV), que detém a maioria do capital da Galp, 38,34%, vai alienar uma posição de 5% na Galp, o que equivale à venda de até 41.462.532 ações da petrolífera, anunciou a empresa em comunicado.

Uma posição que ao valor de fecho das ações esta quinta-feira (12,305 euros) representa mais de 510 milhões de euros, se a venda for concretizada na totalidade.

“A participação a alienar é equivalente à participação diretamente adquirida pela AEBV à ENI, em julho de 2012, com o objetivo de viabilizar a saída da ENI do capital social da Galp o”, justifica o documento.

Deste modo, após a alienação das ações, a AEBV continuará a deter 33,34% do capital da empresa, ou seja, uma posição de referência, já que outros 7% são da Parpública e os restantes estão dispersos em bolsa.

A Amorim Energia é controlada em 55% pelo empresário Américo Amorim – através da Power, Oil & Gas Investments BV (com 35% do capital) e da Amorim Investimentos Energéticos SGPS S.A. (20%) - e pela Sonangol – da qual a empresária Isabel do Santos é presidente – através da Esperaza Holding BV (45%).

A Galp acrescenta ainda no comunicado que a Amorim Energia “irá proceder ao lançamento de uma oferta particular das ações através de um processo de accelerated bookbuilding dirigido exclusivamente a investidores institucionais qualificados, tendo em vista a alienação”.

A operação está a ser conduzida pelo banco Société Générale Corporate & Investment Banking.