Esta época balnear há quem procure casas particulares para passar férias e há muita oferta. Tanta que, pelo menos, 40 milhões de euros passam à margem do fisco. É que a grande maioria dos proprietários não passa fatura e o IVA perde 3 milhões de euros.

Uma reportagem do «Diário de Notícias» prova que os proprietários de casas particulares não querem passar recibo. Contactados 20 alojamentos espalhados pelo país, a maioria não passa comprovativo e há mesmo quem aumente o preço se houver lugar a fatura.

Desde esta semana que os proprietários de casas de aluguer para turistas estão sujeitos a novas regras aprovadas em Conselho de Ministros, com o objetivo de simplificar as regras do alojamento local. Mas obrigando à comunicação do aluguer para quem não cumprir há multas que podem aos 35 mil euros.

Está previsto um reforço da fiscalização ao arrendamento ilegal com fiscais à paisana, mas o sindicato dos trabalhadores do fisco avisa que para esta vaga de inspeções não tem recursos humanos suficientes.