O líder do partido grego Syriza, Alexis Tsipras, defende um novo perdão da dívida grega.

O líder da esquerda radical considera que a austeridade está a empurrar a Grécia para um círculo vicioso de empréstimos e defende que Atenas deve pôr fim ao acordo com a troika, suspendendo o pagamento de juros dos empréstimos que o país contraiu junto dos credores internacionais.

Tsipras promete que, caso o Syriza chegue ao poder, cancelará todos os acordos de privatização, nacionalizará os bancos e reintegrará todos os trabalhadores que perderam os empregos de forma inconstitucional.