“O objetivo das buscas foi apreender documentos e suportes informáticos” suscetíveis de identificar os funcionários envolvidos na fraude que abrange 11 milhões de veículos, nos quais foi instalado um ‘software’ que falseia os dados sobre as emissões poluentes do automóvel.

"A Volkswagen está a ser investigada em vários países, incluindo o seu país de origem, a Alemanha, onde se estima que 2,8 milhões de carros estão equipados com este ‘software’ que liga o modo de baixas emissões do motor durante os testes e depois desliga-o quando o veículo circula em estrada.