O Parlamento alemão aprovou esta sexta-feira a extensão da ajuda à Grécia por quatro meses. Dos 587 deputados presentes, 542 votaram a favor, 32 votaram contra e 13 abstiveram-se.

A decisão concretizou-se já no sentido esperado. O debate no Bundestag começou às 08:00 e logo no início, o ministro das Finanças alemão, apelou à aprovação da ajuda a Atenas.

«Não estamos a falar de novos milhões para a Grécia nem em mudanças novas ao programa. Mas sim estamos a dar e a garantir tempo extra para a Grécia completar com sucesso o seu programa. A Grécia tem de fazer a sua parte. A solidariedade tem a ver com confiança». 

Recorde-se que o Eurogrupo aprovou recentemente o financiamento à Grécia, por mais quatro meses. Os deputados alemães acabaram por dar o 'OK' a esta ajuda, apesar da desconfiança da chanceler alemã Angela Merkel e do ministro das Finanças Wolfgang Schaeuble sobre a credibilidade do plano e o compromisso com as reformas

«(A decisão) também não é fácil para mim, mas eu peço a cada deputado de não a rejeitar, porque dessa forma causaríamos fortes danos ao nosso povo e ao nosso futuro», apelou antes da votação.

Durante o debate no parlamento alemão, foram muitos os deputados que expressaram dúvidas quanto à extensão do programa de ajuda à Grécia. Recorde-se que, esta semana, uma sondagem demonstrou que apenas 21 por cento dos alemães aprovam esta medida.

«Olhem para Tsipras, olhem para Varoufakis. Vocês comprariam-lhes um carro usado?, disse o deputado Klaus-Peter Wilsch, da CSU, dando voz às dúvidas do parlamento, apesar da votação.