O fim da crise financeira na Zona Euro ainda está longe, apesar dos progressos feitos nos últimos tempos, diz a chanceler alemã.

Em entrevista ao jornal local «Ruhr Nachrichten», Angela Merkel afirmou que «ainda falta muito tempo para superar a crise mas, sem dúvida, que se fizeram avanços e os investidores internacionais já o entenderam».

Declarações feitas numa altura em que a chanceler se tem desdobrado em entrevistas, em antecipação das eleições gerais, que decorrem no dia 22 de setembro na Alemanha.

«Precisamos de paciência e devemos continuar consequentemente o nosso conceito de responsabilidade e solidariedade. É um sinal positivo que se verifique um ligeiro crescimento na Zona Euro», disse Merkel referindo-se aos últimos dados macroeconómicos publicados no Eurostat.

«A agência estatística europeia informou na semana passada que a Zona Euro saiu tecnicamente da recessão mais grave da História e que durou um ano e meio», lembrou

Merkel disse ainda que não considera necessária uma nova ajuda à dívida grega e que apesar do país «ter de mudar muitas coisas» já aconteceram «avanços claros».