O presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, anunciou esta quarta-feira, em Bruxelas, um pacote de ajuda financeira à Ucrânia de 11 mil milhões de euros.

O pacote, especificou José Manuel Durão Barroso em conferência de imprensa, combina verbas do orçamento da União Europeia e do Banco Europeu de Investimento.

Recorde-se que a Ucrânia enfrenta um sério risco de bancarrota.

a tensão entre a Ucrânia e a Rússia agravou-se na última semana, após a queda de Ianukovich, por causa da Crimeia, península do sul do país onde se fala russo e está localizada a frota da Rússia do Mar Negro.

Esta terça-feira, o presidente russo anunciou que se reserva o «direito de atuar» na Ucrânia, em último recurso, para defender cidadãos russos.

O presidente da Comissão Europeia defendeu ontem que os líderes europeus devem «condenar» firmemente as recentes ações da Rússia na Crimeia, mas manter uma via política para garantir a paz, «o bem mais precioso da Europa».

«Estamos muitíssimo preocupados com esta situação e com o que isto pode representar para a paz na Europa, a paz é o bem mais precioso que temos na Europa e estamos a fazer tudo aquilo que está ao nosso alcance para, por uma via política e diplomática, evitar que haja situações mais difíceis do que aquelas que já temos, por isso é que foi decidido convocar este Conselho informal [na próxima quinta-feira]», disse na altura José Manuel Durão Barroso.