A Comissão Europeia desembolsou esta terça-feira uma primeira tranche, de 100 milhões de euros, do programa de assistência macrofinanceira à Ucrânia, acordado no início de março, e que ascende no total a 1,6 mil milhões de euros.

De acordo com o executivo comunitário, deverão ser desembolsados mais 500 milhões de euros «nas próximas semanas», assim que tiverem sido finalizados alguns procedimentos legais na Ucrânia, designadamente a ratificação, pelo parlamento ucraniano, do memorando de entendimento e do acordo de empréstimos.

O objetivo do programa de assistência macrofinanceira, que faz parte de um pacote de apoio da UE à Ucrânia anunciado pela «Comissão Barroso» a 05 de março e aprovado pelos líderes europeus a 06 de março, é prestar apoio económico e financeiro à Ucrânia «nesta atual fase crítica do seu desenvolvimento», complementado os apoios do Fundo Monetário Internacional (FMI) e outros doadores, devendo Kiev proceder a um programa de estabilização e reformas.