Os emigrantes na África do Sul lesados do Banif poderão vir a pagar impostos naquele país, caso se confirme que o envio de verbas para Portugal foi ilegal, apurou a TVI. É que, se assim for, isso vai contra uma disposição interna que impede a saída de divisas daquele país.

Esta é uma situação que trouxe ainda mais preocupações à associação de lesados do banco do Funchal, que se reuniu com o governo regional da Madeira esta quarta-feira. 

À TVI Jacinto Silva, da referida associação, disse ter tido conhecimento deste problema na semana passada. Já esteve nos Açores e agora na Madeira. Regressa entretanto ao continente para uma reunião com os advogados.

"Vamos ver o que fazer para que os lesados não venham a ser ainda mais lesados do que já estão".

O governo sul-africano terá pedido informações e identificações de alguns dos lesados do banif emigrados naquele país ao Governo português. 

Jacinto Silva não tem conhecimento se as autoridades portuguesas já transmitiram essas informações e diz que a associação de lesados vai ter contactos com o Governo na próxima semana.
 
Na Madeira, continua o suspense sobre os ex-funcionários do Banif que trabalham agora para o Santander. Fala-se em despedimentos, mas governo regional continua a ter garantias de que isso não irá acontecer.