Os trabalhadores da empresa de assistência nos aeroportos Groundforce estão esta terça-feira em greve, em protesto contra a reorganização dos tempos de trabalho.

A greve, marcada pelo Sindicato dos Trabalhadores da Aviação e Aeroportos (SITAVA), não vai afetar a operação da TAP, tendo fonte oficial da companhia dito à Lusa que a operação será mantida «integralmente» e nos horários normais.

A ANA - Aeroportos de Portugal pede aos passageiros para chegarem mais cedo aos aeroportos e confirmarem o estado dos seus voos junto das companhias aéreas ou das agências de viagens.

O SITAVA, que representa 840 trabalhadores da Groundforce, avançou para a greve em protesto contra a reorganização dos tempos de trabalho, «que resulta em horários de nove e 10 horas», segundo a estrutura sindical.

Os trabalhadores da Groundforce voltam a parar no dia 31 de dezembro.