O delegado da companhia aérea Aigle Azur, que hoje iniciou a ligação direta do Porto para Lyon (França), afirmou que a empresa admite “posicionar um avião ou abrir uma base” no aeroporto Francisco Sá Carneiro.

“O Porto é uma rota que estamos a olhar há bastante tempo (…) e será uma plataforma no futuro”, afirmou Tiago Martins, delegado da Aigle Azur, empresa que neste verão, à semelhança de outras companhias aéreas internacionais, decidiu reforçar as ligações diretas com partida do Porto.

O responsável falava esta manhã, no aeroporto Francisco Sá Carneiro, na Maia, distrito do Porto, no âmbito do primeiro voo para Lyon, que terá uma frequência de três vezes por semana, mas que passará a quatro em julho e agosto.

Segundo Tiago Martins, o facto de a TAP ter suspendido algumas rotas no Porto “pode influenciar” a estratégia da Aigle Azur, contudo, “o mercado está a abrir oportunidades”.

“Têm de existir vários fatores que nos levem a investir ainda mais. No futuro queremos novas rotas [do Porto] para França e para outros destinos, estamos em análise (...). Posicionar um avião ou abrir uma base podem ser oportunidades num futuro próximo", sustentou Tiago Martins.

O responsável adiantou ainda ser intenção da Aigle Azur começar a operar no longo curso (voos intercontinentais), designadamente de França para a China, seguindo-se então voos de França para a “África francófona e lusófona”.

Para este verão, em que a TAP suspendeu suspender as ligações do Porto para Milão, Roma, Barcelona e Bruxelas e iniciar a ponte aérea entre o Porto e Lisboa com 18 ligações diárias, várias foram as companhias aéreas que decidiram abrir novas rotas ou reforçar as existentes no aeroporto Francisco Sá Carneiro.

De acordo com dados divulgados pela ANA - Aeroportos de Portugal aos jornalistas, em fevereiro, aquando do anúncio da nova rota Porto – Varsóvia da Wizz Air, que começa em maio, neste verão o aeroporto do Porto terá também novas ligações a Copenhaga, com a Ryanair (três voos por semana) e ao Funchal, através da Easyjet, que passa a ter mais um avião baseado no Sá Carneiro e fará quatro ligações por semana ao arquipélago.

Também a Air Transat anunciou para este verão um aumento para três ligações por semana para Toronto (Canadá) e a Transavia referiu um aumento na operação para Paris e para Lyon, França, bem como lançar uma nova rota para Munique, três vezes por semana, que começou a operar na segunda-feira.

A SN Brussels anunciou um aumento de três frequências semanais na sua operação para Bruxelas, enquanto a British Airways decidiu alterar a sua operação para o Porto, estando desde 11 de fevereiro a realizar seis ligações por semana, a partir do aeroporto de Gatwick.

Já a Vueling começará a operar a partir de 30 de abril Porto-Amesterdão, três vezes por semana, e Porto-Zurique, também três voos por semana, a partir de 03 de junho.

A Lufthansa começa a operar entre o Porto e Munique a partir de 24 de abril, com quatro frequências semanais.

Em fevereiro, a companhia ‘low cost’ Ryanair anunciou voos adicionais a partir do Porto para Barcelona, Milão e Bruxelas, rotas que foram suspensas pela TAP, e Madrid, bem como uma nova ligação para Varsóvia (Polónia) a partir de outubro.

No início de março, a Ryanair revelou também que que fará quatro novas ligações por semana do Porto para Milão Malpensa, em Itália, a partir de setembro.