O ministro do Ambiente, Ordenamento do Território e Energia anunciou a reestrutração da Agência para a Energia (ADENE), que passará a integrar as áreas da eficiência hídrica e energética e da mobilidade sustentável.

Jorge Moreira da Silva, que está desde o início da manhã na Comissão Parlamentar do Ambiente, Ordenamento do Território e Poder Local, disse que «a coordenação entre água e energia é cada vez mais necessária».

«A ADENE [Agência para a Energia] passa a integrar a eficiência hídrica e a mobilidade sustentável», referiu o governante.

A eficiência hídrica era uma tarefa da Agência Portuguesa do Ambiente (APA).

A ADENE terá, a par da eficiência energética, «a reorientação de comportamentos e de um modelo mais sustentável» na mobilidade, acrescentou o ministro.

O governante destacou a importância da mobilidade sustentável, «principalmente nas cidades, em projetos em que a administração pública deve dar o exemplo».

A área apontada como mais relevante é a gestão de frotas e definição de estratégias para a mobilidade. Jorge Moreira da Silva disse ainda que o anteprojeto da comissão para a reforma fiscal verde deverá estar concluído em junho, «a tempo do Orçamento do Estado» para 2015.