A Fundação José Berardo e a Metalgest, ambas relacionadas com o empresário Joe Berardo, venderam a 18 de setembro 7,6 milhões de ações da NOS, deixando assim de deter uma participação qualificada, informou a operadora de telecomunicações.

A alienação de 7.613.640 ações da NOS ocorrida a 18 de setembro foi realizada «em mercado oficial», lê-se no comunicado que está disponível na Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

Após esta venda, a Fundação Berardo «deixou de deter qualquer participação na sociedade NOS» e a Metalgest "passou a deter uma participação correspondente a 0,53% do capital social e direitos de voto da referida sociedade», segundo o mesmo documento.

As posições da Fundação Berardo e da Metalgest na NOS eram reciprocamente imputadas desde janeiro de 2008 e, no comunicado, não é referida qual a participação que as companhias detinham na operadora antes desta alienação de ações.

Uma participação qualificada corresponde a uma posição igual ou superior a 2% do capital de uma empresa.

Os títulos da NOS encerraram hoje a perder 1,38% para 4,704 euros na praça acionista portuguesa, com quase 799 mil papéis a trocarem de mãos, noticia a Lusa.