Os trabalhadores da Autoeuropa aprovaram hoje o novo Acordo de Empresa (AE), que prevê aumentos salariais de dois por cento e a possibilidade de passagem de 400 contratados a efetivos na fábrica de automóveis de Palmela.

«O AE obteve 74% de votos favoráveis, 24% de votos contra e dois por cento de brancos e nulos», disse à Lusa António Chora, coordenador da Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa.

«É um acordo que permite uma redução substancial da precariedade na empresa», acrescentou, afirmando-se «satisfeito» com a aprovação do documento por uma clara maioria dos trabalhadores.