O Montepio registou no primeiro semestre prejuízos de 28,9 milhões de euros, o que compara com um lucro de 6,2 milhões de euros em igual período de 2014, anunciou hoje o banco detido pela Associação Mutualista Montepio Geral.

Em comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), a instituição liderada por José Félix Morgado adianta que esta evolução reflete dois efeitos: "a melhoria de 157,6 milhões de euros dos resultados recorrentes" e a "redução em 192,7 milhões de euros nos resultados das operações financeiras, que atingiram 114,9 milhões de euros, devido ao menor contributo dos resultados da alienação de títulos de dívida pública portuguesa".

A Caixa Económica Montepio adianta que para a melhoria dos resultados recorrentes contribuiu o aumento de 1,4% da margem financeira comercial, que resultou do crescimento do crédito concedido às empresas (excluindo construção) e do 'repricing' ao nível dos recursos de clientes, tal como a política de contenção ao nível dos gastos operacionais da atividade doméstica (+0,7%).