O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, mostrou-se favorável à publicação das atas das reuniões do conselho de administração da instituição, avança o diário alemão «Süddeutschen Zeitung».

Para o banqueiro, trata-se de «um passo necessário», pelo que «a comissão executiva apresentará ao conselho de administração uma proposta para ser discutida e se tomar uma decisão», disse.

Dois membros da comissão executiva do BCE pediram recentemente a publicação das atas das reuniões do conselho de administração.

«A transparência é importante para a eficácia da política monetária», afirmaram o francês Benoit Coeuré e o alemão Jörg Asmussen, em entrevista conjunta ao «Süddeutschen Zeitung» e ao francês «Le Figaro». Asmussen defendeu mesmo a inclusão nas atas da votação de cada membro e a justificação do sentido do voto.

A Reserva Federal norte-americana e o Banco de Inglaterra, por exemplo, publicam as atas dos respetivos conselhos de administração.

Até ao momento, a votação de cada membro do conselho de administração do BCE é secreta e o presidente da instituição limita-se a explicar em conferência de imprensa se a decisão foi tomada por unanimidade ou por consenso.