Os trabalhadores da Autoeuropa decidiram hoje convocar uma greve a todos turnos para o próximo dia 30 de agosto na expectativa de que a administração da empresa se disponibilize para "reatar o diálogo", anunciou a Comissão de Trabalhadores.

Em nota de imprensa hoje divulgada, a Comissão de Trabalhadores refere que a decisão dos trabalhadores de avançarem para a greve surge na sequência dos plenários realizados hoje na fábrica da Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, no distrito de Setúbal.

A Comissão de Trabalhadores manteve sempre o diálogo com a administração no sentido de encontrar a melhor solução que salvaguardasse os interesses de ambas as partes", lê-se na nota de imprensa em que os representantes dos trabalhadores também manifestam a esperança de que a administração da Autoeuropa de disponibilize para "reatar o diálogo".

Empresa garante que pagará mais do que o previsto na lei pela alteração de horários

A administração da Autoeuropa garantiu hoje que as alterações propostas aos horários de trabalho na fábrica de Palmela têm enquadramento legal e serão pagas acima do que está previsto na lei e que mantém disponibilidade para o diálogo.

Em comunicado, a Volkswagen Autoeuropa refere que, com o arranque de produção do novo veículo atribuído à fábrica de automóveis de Palmela (T-Roc), deverá produzir mais de "200.000 unidades em 2018, quase triplicando a produção atingida em 2016".