A lista negra das companhias de aviação proibidas de operar na União Europeia (UE) foi esta quinta-feira atualizada, passando a incluir, entre outras, a Avior Airlines, da Venezuela, que deixa de poder voar para Barcelona e Valência (Espanha).

Segundo a Comissão Europeia, 178 companhias aéreas estão proibidas de operar na UE, sendo que 172 – certificadas em 16 países – estão na lista negra devido à falta de fiscalização de segurança por parte das autoridades nacionais competentes e as restantes seis – incluindo a venezuelana Avior Airlines - devido a preocupações com a segurança das próprias companhias.

A lista de segurança aérea das companhias proibidas de voar no espaço europeu continua a incluir as transportadoras de São Tomé e Angola, esta última com exceções previstas para a TAAG.

Em maio, as companhias aéreas certificadas em Moçambique foram retiradas da lista.

No caso de Angola, mantém-se a exceção à TAAG, que pode voar para a UE com os aparelhos Boeing B737-700, Boeing B777-200, e Boeing B777-300.

A lista completa das companhias aéreas banidas na UE pode ser consultada aqui.