O Ministério Público Federal brasileiro divulgou na quinta-feira que os desvios de dinheiro na Petrobras, investigados na operação Lava Jato, atingem os 2,1 mil milhões de reais (712 milhões de euros), nota a Lusa.

O montante refere-se aos crimes já denunciados, mas pode aumentar no caso de serem descobertos novos desvios.

Ainda segundo o Ministério Público, 450 milhões de reais (153 milhões de euros) foram recuperados e outros 200 milhões de reais (68 milhões de euros) estão bloqueados em bens dos acusados.

A página virtual do Ministério Público Federal sobre a operação Lava Jato informa que 232 empresas e 150 pessoas estão a ser investigadas por corrupção, desvio de dinheiro e branqueamento de capitais na Petrobras.

Doze dos suspeitos celebraram acordos para colaborar com a Justiça com informações, em troca de possíveis reduções de pena.

A presidente da petrolífera brasileira, Graça Foster, afirmou hoje à imprensa que irá cortar os investimentos na empresa em 30% neste ano, para suspender os projetos que não contribuem para o resultado financeiro.