A Rioforte anunciou esta segunda-feira a alienação da Espírito Santo Viagens ao fundo suíço Springwater Capital. Segundo a imprensa económica, a informação foi confirmada em comunicado enviado pela Rioforte, mas os valores da operação não foram divulgados.

«A Espírito Santo Viagens passará a ser um activo da Springwater, que assim reforça os seus investimentos no sector do turismo. A empresa suíça quer afirmar-se como um importante player do mercado turístico ibérico», assinala a nota da empresa do Grupo Espírito Santo.

A Rioforte recorda que «em Janeiro, a Springwater fechou um acordo com a Royal Caribbean, tendo adquirido uma participação maioritária em todos os negócios da Pullmantur, excepto o negócio de cruzeiros».

O interesse da Springwater na ES Viagens já tinha sido noticiado e é agora confirmado pela Rioforte, que teve de pedir ao Tribunal de Comércio do Luxemburgo para analisar e aprovar a operação, já que a empresa se encontra sob gestão controlada.

A venda só deverá ser concluída em outubro, mês em que será divulgado o relatório do processo de gestão da Rioforte.

A Espírito Santo Viagens, que reclama a liderança do mercado português de viagens e turismo, está presente em todos os segmentos de atividade turística, operando através de uma rede de cerca de 50 lojas e dos canais de televenda e Internet com as marcas Top Atlântico, Carlson Wagonlit Travel, BCD Travel, Solférias, Mundo Vip Madeira, Top Atlântico DMC e DMC Madeira.

Está ainda presente no mercado angolano, em Itália e em Espanha.


Esta é a terceira operação de venda de ativos do GES, depois da entrada em gestão controlada, mas só a venda da Tranquilidade já foi fechada, apesar de estar a ser contestada pela Espírito Santo Financial Group.

No final de Agosto foi conhecida a intenção de alienação da Espírito Santo Saúde, que resultou em três ofertas públicas de aquisição: do grupo mexicano Ángeles, do Grupo Mello e da Fidelidade. Entretanto o Grupo Mello saiu da corrida.

A venda dos hotéis Tivoli está também em curso.