Os rendimentos das famílias e dos organismos sem fins lucrativos na Grécia caíram 8% no terceiro trimestre de 2013, face ao mesmo período de 2012, e pelo 14º trimestre

consecutivo, foi anunciado esta segunda-feira.

Segundo os dados publicados pelo instituto de estatística grego ELSTAT, os rendimentos disponíveis atingiram 30.400 milhões de euros, contra um total de 33.000 milhões de euros no terceiro trimestre de 2012.

A queda dos rendimentos resultou sobretudo da diminuição generalizada dos salários (9,9%) e dos benefícios sociais (8,2%).

Os gastos em consumo registaram um decréscimo de 10,2% no terceiro trimestre do ano passado face ao mesmo período de 2012, ao terem passado de 36.100 milhões de euros para apenas 32.400 milhões de euros.

A taxa de poupança (taxa de poupança bruta em relação à taxa de rendimento disponível bruta) foi de -6,7%, contra -9,3% no terceiro trimestre de 2012.

Segundo dados oficiais do governo grego, nos seis anos de recessão os rendimentos disponíveis das famílias gregas caíram 40%.