O Novo Banco vai ser alvo dos testes de stress por parte do Banco Central Europeu (BCE) até ao final do ano, apurou a «TVI».


Em Portugal, a avaliação abrangia, inicialmente, a Caixa Geral de Depósitos, o BPI, o BCP e o Espírito Santo Financial Group. Na sequência da medida de resolução aplicada ao banco Espírito Santo (BES), foi decidido excluir este banco da presente divulgação de resultados da avaliação completa, dada a impossibilidade de concluir atempadamente o exercício para o Novo Banco.

Assim, o calendário de avaliação do Novo Banco ainda está a ser negociado com o BCE.

O balanço inicial da instituição só estará concluído nas próximas duas semanas e os trabalhos de auditoria nas semanas seguintes. E só nessa altura avançarão os testes de stress, que vão apurar eventuais necessidades de reforçar capital.