Serão sete dias consecutivos de paralisação convocada pelos sindicatos representativos do pessoal de cabina que trabalha na companhia aérea francesa.

Em comunicado, citado pela agência de informação espanhola EFE, a companhia prevê cancelar 13% nos voos, no primeiro dia de greves, a próxima quarta-feira.

A companhia francesa tenciona manter 92% dos voos de longo curso, mais de 80%" dos voos europeus com saída ou chegada ao aeroporto parisiense Charles de Gaulle e 90% dos voos domésticos.

Esperando uma adesão à greve da ordem dos 35% no primeiro dia, a Air France admite, contudo, a possibilidade de cancelamentos pontuais ou possíveis atrasos. Nos voos em que haja menos pessoal de cabine (hospedeiras e comissários de bordo) prevê também a redução do número de passageiros nos voos.