Os emails a que a TVI teve acesso são de finais de 2013 e mostram que o papel comercial passa a vigorar no cardápio de ofertas bancárias do Banco Espírito Santo. A taxa era atrativa quando o mercado pagava pouco mais de 2%. Os gestores de conta dizem que o produto tem capital garantido.


Vai ficar nos próximos dias com 160 mil euros disponíveis, sugiro o seguinte: 60 mil em obrigações do BES, 100 mil em títulos de papel comercial pelo prazo de 4 meses com taxa de 4,5, capital e taxa garantidos no final do prazo. Este ativo é o mesmo do espirito santo liquidez (risco semelhante).


Cliente:

Obrigada. Por favor esteja atenta aos riscos. Causa-me muita ansiedade ter que pensar em dinheiro. Prefiro ganhar pouco mas ter paz de espirito e saber que pelo menos não perco o capital.


Gestor:

​Está seguro tanto o capital como a rentabilidade. Posso avançar com as subscrições que lhe propus?


Cliente: 

​Sim, mas espero sempre de si que ponha os clientes à frente dos interesses do banco e das famílias por trás do banco...e que nos aconselhe o plano de salvamento se for caso disso em tempo útil.

 
Gestor:

Não se preocupe. Estou a recomendar o melhor para si, considerando o perfil conservador que tem e uma rentabilidade atrativa! E claro, estarei sempre atenta a situações menos agradáveis que possam surgir, mas acredito que não vão acontecer.

 
Noutros emails diz-se mesmo que o papel comercial é garantido pelo BES.
 

Boa tarde, hoje venceu o valor aplicado na sua conta. Junto envio alternativas de investimento para análise: Papel comercial: aplicação financeira, com capital e taxa garantida pelo BES com taxa de 4,25 num prazo de 4 meses.

Bom dia, como tem um vencimento de 100 mil euros durante este mês, venho por esta via fazer proposta de aplicação no BES em papel comercial, com as seguintes caraterísticas: 4 meses 4,25%, 6 meses 4,35. Capital e juro garantido na maturidade.


Nestes emails não há uma única referência ao emitente do papel comercial, que neste caso era a Espírito Santo International.

Cliente:

Bom dia, confirmo que estou interessado neste produto, a um ano, com taxa de 4,25, visto que os referidos riscos de liquidez, segundo me informa estão apenas associados à falência do BES.


Gestor:

Boa tarde, o valor da aplicação é de 100 mil euros, é o valor mínimo, valores superiores só com múltiplos de 50 mil. O restante valor do fundo liquidez será para ficar no fundo ou transfiro para a conta a ordem?


Como se verifica muitos destes clientes, eram investidores do Fundo Espirito Santo Liquidez. Como os reguladores proibiram o fundo de financiar a ESI, estes clientes deixam de financiar a ESI através do fundo mas passam a financiá-la através do papel comercial.

Só dois meses depois, no final de dezembro de 2013, é que o Banco de Portugal se apercebe que estes títulos estão a ser colocados nos clientes de retalho e impõe uma provisão.

A TVI tentou contactar o banco de Portugal mas sem sucesso.