A Autoridade Nacional de Comunicações deu hoje luz verde aos novos preços dos CTT aplicados aos serviços postais reservados.

A deliberação da ANACOM foi hoje divulgada através do portal da Internet deste regulador, que diz «não se opor à entrada em vigor, a partir de 1 de abril, da proposta de preços e descontos apresentada pelos CTT para os serviços reservados».

A ANACOM refere ainda que «os CTT devem promover uma adequada ação de divulgação dos novos preços, com uma antecedência mínima de cinco dias úteis sobre a respetiva data de entrada em vigor, através dos meios adequados à informação dos utilizadores e dos segmentos de mercado».

Os novos preços, que terão uma variação média de 0,4%, aplicam-se na notificação via postal simples e na notificação/citação via postal, que segundo fonte oficial dos CTT se relacionam com as notificações enviadas pela Justiça.