A Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) determinou a suspensão da laboração de quatro estaleiros de construção civil na região de Braga, devido à existência de situações de «perigo grave e iminente», informou esta quinta-feira aquele organismo.

Em comunicado, a ACT acrescenta que as suspensões foram determinadas durante uma ação inspetiva direcionada para pequenos estaleiros de construção civil da região de Braga, realizada na quinta-feira.

Foram visitados 13 estaleiros e identificados 66 trabalhadores, num total de 20 empresas em obra.

Os inspetores da ACT detetaram ainda 42 situações irregulares que determinaram notificações de tomadas de medidas e seis situações irregulares que determinaram auto de notícia.

Na ação, participou o inspetor-geral da ACT, Pedro Pimenta Braz, e três subinspetores, juntamente com uma equipa de inspetores da Unidade Local de Braga daquela autoridade.

Na deslocação a Braga, Pedro Pimenta Braz assinou um protocolo com a Câmara local para reforçar a informação e o aconselhamento aos trabalhadores migrantes.