O presidente executivo do CaixaBank afirmou hoje que pretende manter a liderança do BPI caso assuma o controlo do banco, mostrando confiança na equipa liderada por Fernando Ulrich, noticia a Lusa.

“Confiamos na equipa de direção que está a dirigir o BPI neste momento e queremos continuar com esta equipa de direção”, disse o presidente executivo do CaixaBank, Gonzalo Gortázar, a um grupo de jornalistas portugueses, referindo-se ao presidente executivo do banco português.

A Oferta Pública de Aquisição do CaixaBank sobre o BPI foi anunciada em abril, depois de o banco espanhol não ter conseguido chegar a entendimento com a angolana Santoro (empresa de Isabel dos Santos e segunda maior acionista do banco, com 18,58%). Em causa estavam as visões divergentes sobre uma solução para o BPI e, sobretudo, para a redução da exposição da instituição financeira portuguesa em Angola, onde tem o Banco Fomento de Angola (BFA).

Hoje o Banco Central Europeu volta a tocar na ferida para dizer que, após a concretização da oferta, que dará o controlo ao CaixaBank, a instituição da Catalunha terá quatro meses para tratar do "problema" Angola.

Em abril, Fernando Ulrich, disse que, caso a OPA do CaixaBank fosse bem-sucedida e o banco catalão assim quisesse, estava disponível para avançar para mais um mandato à frente da instituição. Mas destacou que o seu mandato só termina em 2017, já que apenas em abril desse ano se vai realizar a reunião magna de acionistas para nomeação da nova equipa de gestão.