A crucial assembleia-geral da PT já começou e está representado 44% do capital social.

A TVI24 sabe que o primeiro discurso aos acionistas foi feito pelo Presidente do Conselho de Administração da PT SGPS, João Mello Franco. Depois deste gestor, foi a vez do presidente da Oi, Bayard Gontijo , discursar e realçar a importância da venda da PT Portugal aos franceses da Altice.

João de Mello Franco disse esta tarde que a reversão do negócio com Oi implica «avultado aumento de capital».

Neste momento, os acionistas estão a pedir esclarecimentos à mesa da assembleia-geral.

Em seguida, serão analisados os requerimentos, incluindo o pedido de um novo adiamento da reunião magna, por parte do sindicato.

Do lado de fora da sala, o responsável da corretora Dif Broker Pedro Lino afirmou aos jornalistas que muitos acionistas estão a querer falar e que a AG está para demorar.

O presidente da mesa da assembleia-geral dos acionistas da PT SGPS, António Menezes Cordeiro, afirmou esta tarde antes da AG começar que pode haver informação adicional que seja prestada ainda hoje durante o encontro, que decorre em Lisboa.

Questionado pelos jornalistas sobre se toda a informação para os acionistas da PT SGPS votarem hoje já foi prestada, Menezes Cordeiro disse: «A CMVM notou que ainda faltavam algumas coisas, mas pode ser que a informação seja prestada dentro da sala».

Note-se que a Telemar tem uma inibição de voto nesta reunião, devido a conflito de interesses.

Questionado sobre a presença do presidente da operadora brasileira Oi na reunião magna, o responsável disse que a empresa «tem todo o direito de estar na assembleia, de falar».

Em relação ao negócio, questionado sobre o que pensa, Menezes Cordeiro foi perentório: «Não penso nem deixo de pensar, a única coisa que eu pretendo é que os acionistas tenham toda a informação para decidir livremente».

As ações da PT SGPS seguem em forte alta na bolsa: disparam 21,28% para 0,775 euros.

Sobre se poderá haver um novo adiamento da assembleia-geral, apenas disse que a «lei permite» isso se os acionistas assim o decidirem.